A CASA

Era uma casa muito engraçada, não
tinha teto, não tinha nada. Ninguém
podia entrar nela não, porque na casa
não tinha chão…

(Vinicius de Moraes)

É sabido por todos que nada se consegue de um dia para o outro. Da mesma forma que um bom profissional da área contábil não nasce pronto, assim também acontece com as instituições, sejam elas de contadores ou não. Por isso mesmo, nem sempre as pessoas que idealizaram o sonho de ver criada a Casa do Contabilista, por um motivo ou outro, podem assistir seu sonho tornar-se realidade. (Dizem os sábios que algumas pessoas constroem as estradas e outras, simplesmente passam por elas).

Anos e mais anos se passaram desde a criação do Sindicato dos Contabilistas de Juiz de Fora, um dos mais antigos do Brasil, passando pela criação do Clube dos Contabilistas de Juiz de Fora, para se chegar à entidade que, apesar de ainda muito embrionária, denominou-se a Casa do Contabilista. Inúmeras pessoas que trabalharam incansavelmente pela união e fortalecimento da classe e, por via de conseqüência pela criação da nossa entidade já não mais estão aqui. São eles os verdadeiros construtores das estradas e, por isso mesmo que, singelamente, precisam ser homenageados e principalmente lembrados em uma terra onde as pessoas são acusadas de memória curta ao esquecer grandes vultos da nossa história.

Juiz de Fora sempre foi pioneira em suas atitudes. Aqui surgiu a primeira usina hidrolétrica, a primeira academia de letras, a primeira loja maçônica e, principalmente uma das primeiras faculdades de Ciências Contábeis. A Faculdade Machado Sobrinho, cujo fundador, também foi um dos idealizadores da Academia de Letras e do Sindicato dos Contabilistas de Juiz de Fora, o professor Antônio Machado Sobrinho.

A Casa do Contabilista, que hoje congrega o Sindicato dos Contabilistas de Juiz de Fora, a Academia de Letras de Ciências Contábeis da Zona da Mata e Vertentes de Minas Gerais Professor Fernando de Paiva Matos e a Delegacia do Conselho Regional de Contabilidade, é uma das primeiras entidades contábeis de nossa país a utilizar um mesmo espaço para prestação de serviços gratuitos aos profissinais associados, inclusive estudantes de ciências contábeis, desde que regularmente matriculado.

Em uma época em que os interesses pessoais sobrepõem os interesses coletivos, a classe contábil de Juiz de Fora dá uma demonstração de que sempre seremos anjos de uma única asa. E, por isso mesmo, caso queiramos voar, só conseguiremos se todos derem as mãos.

Apesar de engraçada, as vezes sem teto, e algumas vezes sem nada, como sabiamente disse o poeta, a Casa do Contabilista é sua. Venha nos visitar. Só seremos mais fortes e iremos melhorar a qualidade dos serviços prestados aos nossos clientes a partir do momento em que entendermos que os sonhos só se tornam realidade se soubermos sonhar coletivamente.
Contador Cleber do Carmo Antunes

Casa do Contabilista

Av. Rio Branco, 2001 - Sala 1805 - Centro - Juiz de Fora/MG
32. 3215-9257 | contato@casadocontabilista.com.br


® Todos os direitos reservados